Maratona Setembro Nacional - Entrevista com Aline Sant'Ana

   
Oi,gente!!! Como vocês já sabem está rolando a Maratona Setembro Nacional, onde vamos divulgar nossos autores nacionais trazendo durante esse mês resenhas, tags e divulgações. Hoje vocês vão conhecer um pouquinho da Aline Sant'Anaque respondeu algumas perguntinhas feitas pela Camila Alkimim para o blog Viajando entre Citações.




Aline é uma leitora assídua, apaixonada pelos romances que lê e personagens que cria. Acredita que através dos livros pode viajar e adora isso.
Formada em Administração pela Universidade Católica de Pelotas, pressupõe que exatas é a sua área — realmente é — a não ser um lado do seu coração que sempre a levou para a literatura.
Mora com sua avó, seu namorado apaixonado por games e Zelda, sua cachorrinha da raça Lhasa Apso. À distância, recebe apoio e amor incondicional da sua mãe, irmã e pai, além de suas melhores amigas que nunca a deixaram desistir do seu sonho de publicar um de seus romances.

Nas horas vagas, quando não está escrevendo, gosta de assistir séries, filmes e conversar com seus leitores através da internet. Acredita que a escrita é capaz de mudar pessoas e trabalha para que isso se torne realidade. Redes Sociais: Facebook Pessoal | Instagram |  Skoob 


7 Dias Com Você
Em seu aniversário de vinte e sete anos, Carter McDevitt, o vocalista da banda The M's, vai ganhar o presente mais inesperado possível. Seus dois melhores amigos e parceiros da banda, Zane e Yan, o colocam em um cruzeiro com o objetivo de fazê-lo esquecer totalmente a ex-mulher que, além de arrasar seu coração, levou metade dos seus bens embora. Bem, o que o vocalista não espera é que nesse local serão realizadas estranhas fantasias, além de encontrar um fantasma do seu passado.






7 Dias Para Sempre

Carter McDevitt e Erin Price vão se casar. Quatro anos após desembarcarem do Heart on Fire, vivendo um relacionamento incrível do começo ao fim, o felizes para sempre está a um passo, mas existe um grande empecilho que poderá colocar tudo a perder. Sentindo-se obrigada a seguir os conselhos dos agentes da banda The M’s – os quais foram bem diretos ao exigir que fosse feito o casamento do século –, Erin vai contra o desejo pessoal de realizar uma cerimônia privada e tranquila, vinda direto dos seus sonhos, em prol da imagem pública de Carter. Além do evento gigante para administrar, no qual ela sequer sente-se confortável, Erin percebe que Carter está cada dia mais ocupado, dando prioridade a tudo relacionado a The M’s e, em consequência, tornando-se negligente ao relacionamento dos dois. É evidente que o topo da fama cobra seu preço. Erin só não estava preparada para temer a perda do próprio noivo durante o processo. O romance de conclusão do primeiro casal da série Viajando com Rockstars traz um toque de sensibilidade, nostalgia e nos faz mergulhar diretamente na paixão avassaladora que viveram em alto-mar. Através do destino, ambos conseguiram retomar sete anos perdidos em sete dias e agora deverão provar para si mesmos que a semana mais marcante de suas vidas, tão passional e perfeita, poderá durar para sempre.


Além da série acima que está sendo escrita, Aline escreveu essa série de contos que chama de Janeiro a Janeiro, que são bem curtinhos. Cada mês é representado por uma
menina que escolheu a música para servir de inspiração para o enredo, o
local onde o romance ia acontecer, o nome dos personagens e suas
principais características (físicas e pessoais).




1. Olá Aline, tudo bem? Primeiro quero agradecer por aceitar participar dessa entrevista. Para os leitores que ainda não te conhecem, conte um pouco sobre quem é a Aline Sant’Ana.
Aline: Bem, eu tenho vinte e seis anos, sou formada em Administração, moro na cidade de Alfenas, no interior de Minas Gerais, junto com uma cachorrinha bem sapeca chamada Zelda, o meu namorado e a minha avó. Sobre os livros, comecei escrevendo fanfics e iniciei publicando no site Nyah. Recebi um público bem legal, que foi me incentivando a cada dia que passava, até surgir a ideia de escrever um romance original e publicar no Wattpad. Desde então, a escrita passou para outro patamar e comecei a me dedicar profissionalmente. Surgiu a chance de lançar um romance pela Editora Charme e abracei a ideia com todo o coração. Hoje tenho dois romances publicados em formato físico e e-book, relacionados a série Viajando com Rockstars. E também uma série de doze mini-livros que foram escritos em homenagem aos aniversários das minhas leitoras. Essa série se chama De Janeiro a Janeiro e está disponível somente em formato digital na Amazon.

2. Como a escrita surgiu em sua vida?
Aline: Passei por uma fase muito complicada de depressão lá pelos meus vinte e dois anos e acabei me refugiando nos livros. Para sair da realidade, lia quase um romance por dia e isso trouxe a superfície uma paixão antiga e adolescente: escrever textos. Quando mais nova, lá pelos dezesseis, adorava escrever sobre sentimentos, publicava em um blog e etc… só que isso foi adormecendo com o passar dos anos. Aos vinte e dois, depois de ler a trilogia Jogos Vorazes incontáveis vezes, senti uma necessidade de continuar a história do livro A Esperança. Dali iniciei as fanfics nessa temática, o que me ajudou muito a sair da fase obscura que tinha me enfiado. Com as leitoras me apoiando, com o carinho que recebi delas, o que era apenas para me libertar, se tornou o sonho de ter um livro publicado.

3. Você está sempre envolvida em novos projetos, sempre trabalhando em algo novo. Como você concilia o momento de escrever com a sua vida pessoal?
Aline: Honestamente, minha vida social é bem pacata. Me dedico inteiramente aos livros, coloco metas para escrever e me entrego como se realmente fosse o meu trabalho – o que é. Sou uma workaholic, vamos dizer assim. Mas, é por amor mesmo. 

4. 7 dias para sempre é o seu segundo livro que chega aos leitores em formato físico. Como foi participar da Bienal de São Paulo e fazer o lançamento oficial no evento?
Aline: É uma emoção indescritível. Na Bienal do ano passado, eu fui sem ter um livro publicado. Esse ano, eu já tinha 7 Dias Com Você e 7 Dias Para Sempre. Receber o carinho dos leitores, os abraços, ouvir de perto o que eles acharam do livro, não tem preço. Vou guardar esse momento para sempre. 

5. Qual a sua inspiração na hora de compor um novo personagem? Será que há algo da Aline em cada um deles?
Aline: Eu não me inspiro geralmente em alguma coisa específica, os personagens vêm na minha cabeça, como se sentassem na janela e dissessem: “Olá, vamos escrever a minha história?” Eles já trazem uma personalidade, suas manias, seus problemas. É até meio maluco falar assim, mas é como se todos existissem, de fato. Acho que a personagem que tem mais a minha característica em personalidade é a Erin Price. 

6. A sua formação é em administração, como foi deixar isso de lado para viver o sonho de ser escritora? Você encontrou muitas dificuldades no início?
Aline: Quando conheci a FML Pepper, ela disse assim pra mim: Aline, ser escritor não é uma corrida de 100 metros, é uma maratona. Nunca vou esquecer o que ela disse, porque é a coisa mais verdadeira possível. Encontro dificuldades até hoje e realmente não é fácil lutar por um sonho. Em uma escala da vida humana, eu sou um bebê engatinhando. Há muito chão ainda para percorrer. Então, ainda estou lutando.

7. Como você vê atualmente o mercado nacional para os novos autores?
Aline: Acredito que a gente tem conquistado um espaço muito significativo. Está longe de ser como nos Estados Unidos, que as autoras de lá mesmo lançam seus livros e estouram. Mas, estamos caminhando para isso. O mercado abriu os olhos para os talentos nacionais e o que há cinco anos era muito difícil, hoje já é bem mais acessível.

8. A Série de Janeiro à Janeiro foi escrita como um presente às suas leitoras, e já sabemos que outra série partindo do mesmo princípio está à caminho. Como é para você poder transformar em palavras escritas algo que só existe na cabeça de outra pessoa?
Aline: Esses projetos, na verdade, são homenagens para as leitoras. Então, elas me mandam uma música que significa algo para elas e eu crio o enredo em cima dessa canção. E é muito significativo poder trazer um romance dos sonhos de uma leitora para a vida real. Eu sempre quis que algo assim acontecesse, como leitora. Agora, como escritora, sinto que preciso fazer acontecer. Me emociono a cada romance. É muito maluco e gratificante.

9. Embora seus livros mesclem bem o romance, o drama e outros elementos, eles estão sempre acompanhados de cenas eróticas, e infelizmente algumas pessoas ainda tem certo preconceito com esse estilo de história. Você já recebeu críticas por isso?
Aline: Na verdade – o que é até engraçado – as leitoras reclamam que as cenas são muito tranquilas, acredita? Algumas acham que tem pouco, que tinha que ter mais, só que o foco dos meus livros não é mesmo a parte erótica e sim o romance que tem, por consequência, o sexo. Ainda não recebi reclamações sobre as cenas no quesito: “Nossa, tem sexo. Não quero ler!”, mas, ainda vou ouvir isso, tenho certeza hahahaha.

10. Aline, você está trabalhado em algum projeto atualmente? Quais são seus projetos futuros?
Aline: Estou trabalhando na série Viajando com Rockstars. Tenho muitos projetos futuros, mais de dez livros na cabeça. Meu sonho é poder escrever tudo isso em menos de dois anos. Torço muito para conseguir.

11. Você e suas leitoras são muito próximas, e elas possuem um carinho enorme por você. Como você se sente com isso?
Aline: Nossa, é a melhor parte de ser escritora. Os leitores são um presente e o carinho é recíproco. Eu faço questão de repostar as fotos do Instagram e comentar nas postagens que vejo, além de acompanhar as leitoras de pertinho no meu grupo de romances.

12. O que você diria para os escritores iniciantes?
Aline: Não desista dos seus sonhos. Ninguém, além de você, sabe o quanto é importante mostrar o seu livro para o mundo. Infelizmente, ser escritor é uma estrada difícil, mas não impossível. Perseverança, acima de tudo. E a fé em si mesmo, que também é primordial. Sobre a criação de um livro: tente melhorar a cada dia, coloque desafios, metas, exija sempre de si mesmo, não pare na sua zona de conforto. Aquela frase: “O que não te desafia, não te transforma”, é algo que sempre vou carregar comigo. Carregue sempre com você também e vai com tudo!

13. Infelizmente tudo tem um fim, quando os livros chegam na reta final, qual a sensação de saber que acabou?
Aline: Um desolamento. Sinto que estou tirando um filho de casa e deixando ele morar longe de mim. Dá uma tristeza, um bloqueio criativo para os próximos romances, uma sensação profunda de abandono. Mas, me sinto realizada quando o sonho se torna possível, quando vejo que os leitores estão lendo e gostando. Faz tudo valer a pena.

14. Gostaria de deixar algum recado para os leitores?
Aline: Obrigada por lerem essa entrevista, por acompanharem até aqui. Espero que nunca desistam dos seus sonhos, independente de quais eles forem. E, se forem ler algum dos meus livros, por favor, me chama no Facebook pra gente bater papo. Eu vou amar! Um beijo no coração de cada um. 

RAPIDINHAS:
Uma pessoa: Minha avó.
Um lugar: Rio de Janeiro.
Um livro: Talvez Um Dia, Colleen Hoover.
Um escritor: Bianca Briones.
Um desejo: Escrever todos os livros que estão na minha cabeça e lançá-los para os leitores.
Uma frase: Algumas tempestades chegam apenas para testar a força de nossas raízes.

Aline, muito obrigada por aceitar responder essas perguntas. Foi um prazer enorme conhecer um pouco mais de você. O Viajando entre Citações e os blogs participantes da Maratona Setembro Nacional te deseja todo sucesso do mundo. Beijinhos

Nenhum comentário:

Postar um comentário